OS FOMENTOS ESTATAIS À PESQUISA EM CIÊNCIA E INOVAÇÃO, AS PEQUENAS EMPRESAS E OS NOVOS RUMOS DA EVOLUÇÃO ECONÔMICA PROPOSTOS PELA ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (OCDE)

Saulo Gonçalves Santos, Carlos César Sousa Cintra

Resumo


Estuda-se a importância da ciência e da inovação para o desenvolvimento nacional e para a nova revolução industrial. Explica-se a necessidade do Estado auxiliar nos investimentos, mediante incentivos, diante dos altos custos envolvidos nessas pesquisas. Os novos meios de produção, com a terceirização das execuções dos projetos, implicam na descentralização das atividades empresariais, já que as pequenas empresas passam a ter mais importância, pois se especializaram em certas áreas. Os incentivos atuais à ciência se fundamentam na tributação pelo lucro real, e as microempresas, que utilizam uma tributação simplificada com base no lucro presumido, não conseguem ser beneficiárias. Investigou-se meios para incluí-las também no rol de agraciados. Elaborou-se uma pesquisa qualitativa, exploratória, bibliográfica de livros, artigos científicos, legislação e jurisprudência. Na primeira parte, aborda-se o conceito de Constituição Financeira, explicando-se a sua essencialidade para os objetivos econômicos constitucionais. No segundo tópico, trata-se da importância da ciência e da inovação e das pequenas empresas para o desenvolvimento econômico. Na terceira seção, trata-se dos incentivos da área, elaborando-se críticas à utilização do lucro real como parâmetro. Conclui-se explicando a importância de investimentos no setor, e a necessidade da participação das pequenas empresas como beneficiárias, propondo-se a ampliação da utilização das subvenções.


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Bruno César. Incentivos fiscais à pesquisa e desenvolvimento e custos de inovação no Brasil. Radar: tecnologia, produção e comércio exterior. Brasília, n. 09, pp. 03-11, 2010. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/radar/100826_radar09_cap1.pdf. Acesso em: 04 jul. 2019.

ARAÚJO, Cláudia de Rezende Machado de. Extrafiscalidade. Revista de Informação Legislativa, Brasília, a. 33, n. 132, p. 329-334, out./dez. 1996. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/item/id/218. Acesso em: 28 mai. 2019.

ASSUNÇÃO, Matheus Carneiro. Incentivos fiscais em tempos de crise: impactos econômicos e reflexos financeiros. Revista da PGFN, Brasília, a. 1, n. 1, p. 99-121, 2011. Disponível em: https://www.pgfnº.gov.br/centrais-de-conteudos/publicacoes/revista-pgfn/revista-pgfn/ano-i-numero-i/carneirocorr.pdf. Acesso em: 27 mar. 2019.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 01 fev. 2019.

BRASIL. Decreto n. 5.798, de 07 de junho de 2006. Regulamenta os incentivos fiscais às atividades de pesquisa tecnológica e desenvolvimento de inovação tecnológica, de que tratam os arts. 17 a 26 da Lei no 11.196, de 21 de novembro de 2005. Brasília: Presidência da República. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5798.htm. Acesso em 15 jul. 2019.

BRASIL. Lei Federal n. 4.320, de 17 de março de 1964. Estatui Normas Gerais de Direito Financeiro para elaboração e contrôle dos orçamentos e balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal. Brasília: Congresso Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4320.htm. Acesso em: 15 jul. 2019.

BRASIL. Lei Federal n. 8.661, de 02 de junho de 1993. Dispõe sobre os incentivos fiscais para a capacitação tecnológica da indústria e da agropecuária e dá outras providências. Brasília: Congresso Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8661.htm. Acesso em: 15 jul. 2019.

BRASIL. Lei Federal n. 10.973, de 02 de dezembro de 2004. Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências. Brasília: Congresso Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2004/Lei/L10.973.htm. Acesso em: 15 jul. 2019.

BRASIL. Lei Complementar n. 123, de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte [...]. Brasília: Congresso Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/LCP/Lcp123.htm. Acesso em: 19 abr. 2019.

BRASIL. Lei Federal n. 11.196, de 21 de novembro de 2005 [Lei do Bem]. Institui o Regime Especial de Tributação para a Plataforma de Exportação de Serviços de Tecnologia da Informação – REPES [...] e dá outras providências. Brasília: Presidência da República. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Lei/L11196.htm. Acesso em: 08 jul. 2019.

CALIENDO, Paulo. Tributação e ordem econômica: os tributos podem ser utilizados como instrumentos de indução econômica? Revista Direitos Fundamentais e Democracia, Curitiba, v. 20, n. 20, p. 193-234, jul./dez. 2016. Disponível em: http://revistaeletronicardfd.unibrasil.com.br/index.php/rdfd/article/view/685. Acesso em: 04 jul. 2019.

CALIENDO, Paulo; MUNIZ, Veyzon. Política fiscal e desenvolvimento tecnológico-empresarial: uma análise crítica sobre inovação e tributação. Revista de Direito Brasileiro, São Paulo, v. 12, n. 5, p. 155-172, 2015. Disponível em: https://www.indexlaw.org/index.php/rdb/article/view/2952/2739. Acesso em: 10 jul. 2019.

FOLLONI, André; RICCI, Henrique Cavalheiro. Tributação ambiental e as limitações constitucionais ao poder de tributar. Revista Argumentum, n. 15, p. 269-290, 2014. Disponível em: . Acesso em: 09 jul. 2019.

GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na Constituição de 1988 (interpretação e crítica). 14. ed. rev. e atual. São Paulo: Malheiros Editores, 2010.

LAKS, Larissa Rodrigues. Extrafiscalidade e incentivos à inovação tecnológica. Revista do Direito Público, Londrina, v. 11, n. 2, ago, p.230-259, 2016. DOI: 10.5433/1980-511X.2016v11n2p230. ISSN: 1980-511X. Disponível em: www.uel.br/revistas/uel/index.php/direitopub/article/download/24340/19694. Acesso em: 12 jul. 2019.

MALARD, Neide Teresinha. O desenvolvimento nacional: o objetivo do Estado Nacional. Prismas: Direito, Políticas Públicas e Mundialização (substituída pela Revista de Direito Internacional), Brasília, v.3, n, 2, jul.⁄dez, p. 312-349, 2006. Disponível em: https://www.publicacoesacademicas.uniceub.br/prisma/article/view/255. Acesso em: 02 jul. 2019.

MEMÓRIA, Caroline Viriato. Incentivos para inovação tecnológica: um estudo da política pública de renúncia fiscal no Brasil. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Administração, Universidade de Brasília, Brasília, 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2019.

NELSON, Rocco Antonio Rangel Rosso. Dos incentivos fiscais: uma análise de sua dimensão normativa no sistema jurídico brasileiro. Revista de Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento, Rio de Janeiro, v. 4, n. 4, p. 01-34, jan./dez, 2016. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rfptd/article/view/17182/16261. Acesso em: 13 mai. 2019.

OCDE. The OECD innovation strategy: getting a head start on tomorrow. Paris: OECD, 2010. Disponível em: https://www.oecd-ilibrary.org/the-oecd-innovation-strategy_5kmjrxqqf1bq.pdf?itemId=%2Fcontent%2Fpublication%2F9789264083479-en&mimeType=pdf. Acesso em: 22 abr. 2019.

OCDE. Manual de Oslo: diretrizes para a coleta a interpretação de dados sobre a inovação. 3ª ed, 2005. Disponível em: https://www.finep.gov.br/images/apoio-e-financiamento/manualoslo.pdf. Acesso em: 04 jul. 2019.

OLIVEIRA, Michel Angelo Constantino de; GARCIA, Ricardo Alexandre Martins; MENDES, Dany Rafael Fonseca. Ambiente de inovação em micro e pequenas empresas: uma análise sob a ótica do radas da inovação. Multitemas, Campo Grande, MS, n. 48, p. 45-60, jul./dez, 2015. Disponível em: http://www.multitemas.ucdb.br/article/view/141/175. Acesso em: 13 jul. 2019.

OLIVEIRA, Régis Fernandes de. Curso de direito financeiro. 8. ed. São Paulo: Malheiros, 2019.

PÓVOA, Luciano Martins Costa. Tendências das políticas de inovação da OCDE. Revista Economia & Tecnologia. Curitiba, ano 07, vol. 27, pp. 127-134, out./dez. de 2011. Disponível em: http://www.economiaetecnologia.ufpr.br/revista/27%20Capa,%20Informacoes%20do%20volume,%20Indice,%20Editorial,%20Artigos%20revisados%20e%20Indicadores%20PDF/Luciano%20Martins%20Costa%20Povoa.pdf. Acesso em: 04 jul. 2019.

SCHOUERI, Luís Eduardo. Normas tributárias indutoras e intervenção econômica. Rio de Janeiro: Forense, 2005.

SCHUMPETER, Joseph A. Capitalismo, socialismo e democracia. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2019.

TESSARINI, Geraldo; SALTORATO, Patrícia. Impactos da indústria 4.0 na organização do trabalho: uma revisão sistemática da literatura. Revista Científica Eletrônica de Engenharia de Produção. Florianópolis, SC, v. 18, n. 2, p. 743-769, 2018. Disponível em: https://producaoonline.org.br/rpo/article/view/2967. Acesso em: 12 jul. 2019.

TORRES, Heleno Taveira. Direito Constitucional Financeiro: teoria da constituição financeira. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014.

TORRES, Heleno Taveira; D’ÁVILA, Lucimara dos Santos. Lei do bem é duplo incentivo a pequena e microempresas. Revista Consultor Jurídico, São Paulo, 3 abr. 2019. Disponível em: https://www.conjur.com.br/2019-abr-03/opiniao-lei-bem-duplo-incentivo-pequenas-micro-empresas. Acesso em: 15 jul. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2525-5096